A Mulher e sua Essência

A Mulher e sua Essência

Praticamente desde a Revolução Industrial, a mulher saiu em busca de suas conquistas, e tem, insistentemente, lutado por seus direitos, mas como a toda conquista antecede uma luta, nesse caso não foi diferente. Temos que admitir, que a mulher de hoje não é mais aquela que a história relata até o início do século XX.

Muitas vezes, por falta de entendimento, a tendência é responsabilizá-la, até mesmo,   pelo fracasso do homem: “É ela quem tem ocupado o lugar dele, é ela quem perdeu a sensibilidade, a mansidão e a sensualidade!”

É verdade que a mulher sempre desejou ter oportunidades, e se lançar ao mundo como “pessoa”,  na busca de encontrar a si mesma. Porém, percebe-se que tanto o homem  como a mulher, numa tentativa de acompanhar as modificações rápidas e contínuas que a sociedade lhes impôs, não se detiveram à reflexão e nem a avaliação das perdas, focaram somente nos ganhos.

Hoje, ela trabalha, estuda, está em postos de comando nas empresas e na política e, no  entanto, uma voz íntima, insiste em solicitar, que alguém que lhe dê passagem, que lhe abra a porta do carro, que se levante para ela sentar-se , e ainda, sente falta do  tempo que não tem com a família e para si mesma. Essa mesma mulher das muitas conquistas, na vida moderna, está a reclamar cuidados, proteção, complementaridade e simplicidade na rotina.

A busca da mulher, equivocadamente,  foi vista como luta pela igualdade, enquanto ela apenas tentava encontrar a liberdade de SER.

Martha Prado

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *